Diário Travesso

Tecnologia do Blogger.

Memórias

Memórias
"Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas."
Criado por Luke, Com amor, Para uma amiga muito especial

Viajantes

Amigos de Caçadas

Ao Luke com carinho

Ao Luke com carinho
Obrigada pelo carinho que me tens até hoje, não tenho palavras para expressar o quanto gosto de ti e de sua dedicação,Obrigada =*

Sabedoria

Sabedoria
“Sê como o sândalo,que perfuma o machado que o fere”

Presente do Luke

Presente do Luke
Ele sabe que é o bichinho que mais curto na TV

Pesquisar este blog

Palavras

Palavras
“Se você for forte,sua força falará por si só,se for fraco,as palavras não vão te ajudar”

Poderosa em Sua Simplicidade

Poderosa em Sua Simplicidade
Seja o tipo de mulher que,quando seus pés tocarem o chão a cada manha , o diabo diga:”-Oh que droga,ela acordou!”

Pablo Neruda

Pablo Neruda
"Um homem só encontra a mulher ideal quando olhar no seu rosto e ver um anjo e, tendo-a nos braços, ter as tentações que só os demônios provocam..."

Palavras ao vento

Smiley face Se algum dia tiver alguma historia a contar, pegue tinta,pena e papel,deixe sua alma falar através das folhas e após isso as jogue ao sabor do vento. Somente assim sua historia será lembrada por séculos.

Tempo Infinito

Seja Bem vindo ao meu aconchego, venha de se é de paz e chegue se é meu amigo,Vamos sentar as raízes de uma velha árvore, ouvir a canção dos tempos e beber vinho doce e suave a luz de uma fogueira.
1 de jul de 2013
O Embate


Lucy abriu os olhos, sentindo a claridade ferir-lhe, olhou envolta, reconhecendo a tenda aconchegante, respirou fundo sentindo o aroma suave de ervas e incenso, sentou na cama macia, afastando a franja cor de fogo do rosto.
-Toma beba um pouco, você está fraca ainda. Disse a mesma senhora ,que vira  ali da primeira vez,oferecendo a ela uma caneca com algo  fumegando dentro.
A jovem pegou-a, aproximando-a do nariz, sentindo o cheio de leite, menta e mel junto.
-Beba é bom...
Ela o fez sem discussões, seu estomago contraiu-se ao sentir o calor do liquido espalhando-se.
-A senhora pode dizer onde estou?
-Perto do Nilo, como você chegou aqui, sei que não és destas terras. Soou a voz, grossa da entrada.
-Viajando pelo mundo. Abaixou os olhos claros, desviando  dos  dele.
Ela puxou o lençol até o pescoço, cobrindo-se, sentindo-se nua a frente do estranho, que a fitava de modo displicente e brincalhão.
-Como vim parar aqui?
-Achamos você pelas dunas e a trouxemos para cá, soubemos  que houve uma guerra entre os beduínos do norte e amazonas, como se perdeu?
-Não sei dizer ao certo, aquela noite começou a chover forte e não conheço o lugar...
Desviou os olhos dos dele, o enorme homem aproximou-se dela e a segurou pelo queixo examinando-a, - Não se parece com aquelas mulheres, que formam o grupo...
Lucy moveu o rosto bruscamente, afastando-se do toque dele, sentia-se tremula e nervosa.
-Calma, não vou machucá-la... Disse ele rindo.
-Não me toque, agradeço por ter me tirado do Deserto, mas não me toque.
-Você está em minha tenda, propriedade minha, minha casa, minhas ordens e vontades!
Os olhos verdes como esmeralda brilhava tomando por uma raiva profunda.
-Com suas servas, não sou uma delas!
-Não é?! Gargalhou zombando dela.
Lucy levantou-se cega de raiva, o corpo seminu coberto apenas pela camisola finíssima e clara, estava tremulo e gelado.
O estranho percorreu seu corpo bonito com os olhos, realmente ela estava quase nua a sua frente, o tecido realçava suas curvas generosas e perfeitas, o rosto da jovem corou intensamente o notar o olhar dele em seus seios e coxas, imediatamente observou o volume nas calças dele e recuou amedrontada.
O estranho ergueu uma das sobrancelhas negras e sorriu de forma charmosa.
-Sôs valentes. Foi até ela e a puxou pelo braço, colando seu corpo  rijo no dela.
Lucy olhou envolta, procurava a velha mulher que cuidava dela, mas estava só a mercê dele.
O cheiro daquele homem mexia profundamente com seu ser, toda sua pele formigou e o peso delicioso  no baixo ventre aflorou novamente, deixando-a desnorteada.
Ele moveu os quadris de encontro ao dela, revelando o sexo duro e intumescido, seu nariz percorreu todo pescoço da jovem e uma das mãos insinuou sob roupa acariciada o bico do seio rosado e duro.
Lucy se desvencilhou dele, e num movimento rápido pegou uma pequena faca de passar mel sobre a bandeja,
Afaste-se de mim!  Disse quase sem voz. -Não me toque, não faça.
Ele suspirou passando a língua nos lábios bonitos – Achas que isso a defenderá?Seus olhos brilhavam de desejo.
As lagrimas desceram pela face dela. -Não se aproxime...
Ele deu dois passos à frente a jovem recuou caindo sobre um monte de almofadas, estava indefesa e sozinha.
O estranho foi até ela e abaixou-se muito próximo, afastando os cabelos de sua face molhada – Meu Nome é Nacif, pequena Dib, não me tema, não lhe farei mal.Sussurrou carinhosamente
Secou-lhe as lagrimas que desceram mais velozes pelo rosto e aproximou os lábios dos dela roçando de leve  e beijou-lhe a fronte.
Saiu da tenda deixando- a jovem confusa, com as lagrimas escorrendo rosto a fora.

Dib =Lobo (a)  em árabe


2 comentários:

  1. Linda história, Rainha Flor, realmente envolvente.
    Estou seguindo.
    Beijos

    ResponderExcluir

Quem sou eu

Minha foto
Prazer Seja Bem Vindo Sou uma Dominadora com orgulho,mulher com excelência. Não me tornei Domme apenas nasci assim! Minha maior Paixão além de Dominar é escrever, colocar minha alma nas palavras e viajar em cada momento, em cada conto, poesia ou desabafo... Mas de algo não vou abrir mão á de dizer:- EU Quero e Mando! Para me conhecer melhor,basta perguntar,mas responder é uma questão de vontade Minha rsrssrsr Sou muito simples : Eu Mando e você obedece.

Postagens mais visitadas